20.2 C
Caraguatatuba
16 Julho 2024

Olimpíada Brasileira de Astronomia

Os alunos da rede pública de ensino de Ilhabela finalizaram nesta semana, a sua participação na Olimpíada Brasileira de Astronomia, com direito a certificação pela dedicação apresentada.

Um dos destaques foi a E. M. Pref° Eurípedes da Silva Ferreira. Os estudantes que tiraram nota superior a 8.3 no exame receberam seu certificado de participação e um doce em atenção ao esforço dedicado ao estudo da astronomia e astronáutica. Dois alunos da unidade foram premiados com medalhas pela OBA: Luiz Daniel Costa dos Santos, que recebeu nota 10 e ganhou a medalha de ouro e a aluna Beatriz Vicente de Jesus, que recebeu nota 9.2 e garantiu a medalha de prata.

A secretária de Educação, Lídia Sarmento, parabenizou os alunos e deu um recado aos pais presentes. “Eu gostaria de parabenizar todos os alunos, mas em especial aos pais, porque nós sabemos o quanto os pais são importantes no incentivo e no aprendizado dos nossos alunos”, frisou.

Ela ainda lembrou os alunos para que utilizem as ferramentas tecnológicas com sabedoria, não só como ferramenta de lazer, mas também como uma importante forma de pesquisa e conhecimento. “Nesses momentos em que vocês estão no celular, no tablet, aproveitem que vocês já tiveram contato com novas experiências de saber, como a astronomia, e procurem saber mais, estudar mais. A internet tem muito material e rede social não é tudo”, frisou.

Sobre a OBA

As inscrições para a olimpíada tiveram início no começo do ano e as provas foram enviadas pelo correio. Na E. M. Pref. Eurípedes da Silva Ferreira, por exemplo, os estudantes realizaram simulados toda semana para exercitarem os conhecimentos sobre os astros.

Os alunos estudam o Sistema Solar, a Lua e suas fases e os movimentos de rotação e translação da Terra. Já na astronáutica o foco é na matemática, como o cálculo necessário para definir o tempo que um astronauta demora para chegar à Lua.