21.8 C
Caraguatatuba
17 Julho 2024

Diagnóstico da Primeira Infância

Representantes das secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social de Ubatuba e membros Instituto Avante reuniram-se nesta semana para discutir o diagnóstico e o alinhamento de práticas, ações e estruturas voltadas à Primeira Infância no município.

As atividades ocorrerão por meio de trilhas formativas e contarão com a participação de representantes de diversas secretarias e conselhos.

O encontro, que também contou com a presença da prefeita Flavia Pascoa, é uma iniciativa do projeto Primeira Infância Cidadã (PIC), que tem como principal objetivo a priorização da Primeira Infância por meio da articulação e fortalecimento do sistema de garantia de direitos, das políticas públicas e das organizações sociais ligadas à temática, da elaboração e a  revisão, monitoramento e controle dos planos municipais de Primeira Infância.

As formadoras  do PIC São Paulo,  Ana Paula de Próspero e Patrícia Otero, acompanhadas das supervisoras Ileana Solera e Sydneia Xavier, também puderam visitar alguns centros de educação infantil da cidade  para acompanhar os trabalhos voltados à Primeira Infância realizados pelas equipes escolares.

“Compreender essa criança como um ser integral e integrado favorece a garantia dos direitos fundamentais, sendo essencial que a abordagem da primeira infância envolva políticas sociais que dialoguem entre si, com ações coordenadas e integradas entre diferentes profissionais e setores convivendo com a visão do todo”, coordenadora do Plano da Primeira Infância em Ubatuba, Ileana Solera.

Programa

Apoiar os municípios nessa tarefa é um dos propósitos do projeto Primeira Infância Cidadã (PIC), realizado pela Avante – Educação e Mobilização Social, em parceria com a Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental. Serão contemplados 15 municípios brasileiros de vários estados.

O PIC oferece formação a cerca de 500 agentes públicos e conselheiros municipais ligados ao Sistema de Garantia de Direitos (SGD). A mobilização dos municípios já foi iniciada dando prosseguimento ao diálogo que definirá aqueles que seguirão com a iniciativa, colocando a criança pequena como sujeito primordial na elaboração de políticas